Bolsa Família na Amazônia

Economia na Vida Real | Leonardo de Siqueira Lima

Esta foto foi tirada por este que vos escreve em São Gabriel da Cachoeira - município situado a 800 quilômetros de Manaus.

Vemos nesta foto 16 pessoas de origem indígena dentro de um barco. Conversando com moradores, disseram que é comum índios viajarem até 3 dias dentro destes barcos para buscarem o benefício do Bolsa Família ao qual tem direito. O problema é que, muitas vezes, o cartão de benefício do Bolsa Família fica com donos de pequenos comércios que se aproveitam do baixo nível de instrução destes grupos para que o beneficiário gaste o valor da bolsa no próprio estabelecimento.

Além disso, (sabemos que isso não e regra geral) mas neste caso também houve comentários de que este benefício está desestimulando muitos povos de descendência indígena a deixar de produzir os artesanatos locais.

_DSC2573Cena comum no estado do Amazonas. Pessoas de origem indígena que viajam por dias em barcos para buscarem o benefício do bolsa família

Com certeza, o bolsa família é um dos programas de maior sucesso não só na história do país como referência no mundo e somos grandes defensor dele como citamos em artigos anteriores (ler aqui), porém temos que ter a consciência de que este programa deve ser aprimorado a fim de corrigir tais falhas.

Comentários

Sobre Leonardo Siqueira 62 Artigos
Exilado em Barcelona - Espanha Saído das camadas baixas da população brasileira, com muito esforço (e uma dívida imensa) conseguiu se formar na tão sonhada Escola de Economia de São Paulo da FGV. Não satisfeito com sua dívida da FGV resolveu fazer mais uma para cursar o Mestrado em Economia na Barcelona Graduate School of Economics, e fez o maior crowdfunding de educação da história do país. Nos tempos vagos tem o estranho hábito de assistir discursos de políticos como Collor, Barack Obama, John Kennedy e também do pastor Silas Malafaia, pois segundo ele, “esses caras vendem areia na praia”. O máximo que conseguiu com essas técnicas de persuasão, entretanto, foi uma cobertura extra no McDonald's. No ensino médio foi monitor de matemática e entrou pra história como primeiro monitor a ficar de “recuperação” com o restante da sala, mostrando desde cedo seu espírito de equipe. Tirando esses percalços da vida, possui diversos artigos nos principais veículos como: Valor Econômico, Folha de São Paulo, G1, UOL etc.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*