O outro lado da moeda

Artigo publicado em 02/04/2016, no jornal Gazeta do Povo, na parte "Opinião"

Enquanto seguimos no Brasil as notícias de alta inflação e recessão, o Velho Continente anda na contramão pelo menos em um quesito: o crescimento é baixo, mas a inflação também. Como é de se esperar em uma economia relativamente normal, baixo crescimento econômico vem acompanhado de queda do nível de preços da economia, uma desinflação ou a temida deflação. Portanto, não há nada de muito errado com o fenômeno observado na Europa.

Assim, se no Brasil os juros subiram para combater a inflação até janeiro, na Europa os juros continuam caindo. Mas em nenhum lugar a inflação (e nem suas expectativas) convergiu para a meta. Se as atuações das autoridades monetárias tanto no Brasil quanto na Europa parecem ir na direção correta sem obter o efeito desejado, a vilã pode ser a política fiscal.

---------------->>>Continue lendo aqui <<<------------------------

palhuca

Devido a um acordo com o Jornal Gazeta do Povo, periódico de maior circulação no estado do Paraná, o Terraço Econômico publica apenas um trecho do artigo, que pode ser lido na íntegra por meio do link: http://goo.gl/bgMje6

Comentários

mm
Sobre Leonardo Palhuca 99 Artigos
Mestre em Economia pela Albert-Ludwigs-Universität Freiburg (apóstolo de Hayek). Após a graduação trabalhou no Instituto Brasileiro de Governança Corporativa tentando fazer as empresas brasileiras se comportarem. Em vão! Também foi pesquisador o Walter Eucken Institute onde tentou fazer os estados alemães controlarem suas dívidas. Em vão! De quebra, sofreu lavagem cerebral da doutrina do ordoliberalismo para retornar ao Brasil e implantar ideias pouco ortodoxas como: respeito às leis que regem as atividades econômicas, liberdades individuais e pouca intervenção direta do estado na economia (e rigor fiscal, adicionalmente). Interessado em macroeconomia - política monetária e política fiscal - e no buraco negro das instituições.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*