Partido Social Liberal: um partido em renovação, conquistando adeptos...

Terraço Entrevista | Por Leonardo de Siqueira Lima

Atualmente com cerca de 200 mil filiados em todo o país, o Partido Social Liberal (PSL) é um partido político brasileiro ideologicamente alinhado ao social-liberalismo.

Em meio à crise política que passa o país, o brasileiro parece buscar novos partidos e novas ideologias para se identificar. O Partido Social Liberal existe há 18 anos e pouquíssimas pessoas o conheciam. Mas de um ano pra cá o partido passa por uma reformulação, liderada por Fabio Ostermann, Felipe Melo França e Sergio Bivar, e parece que está ganhando popularidade. O Terraço Econômico, por meio de Leonardo de Siqueira Lima conversou com um dos responsáveis por essa renovação: Fabio Ostermann.

 

1 – Por que o partido está focando no L de PSL. O Brasil passa por um novo momento?

Sem dúvida! Vivemos uma momento histórico único de oportunidades para a promoção das ideias liberais. É natural que organizações políticas queiram surfar casuisticamente nessa onda, mas não é o caso do PSL – que tem o DNA liberal não só no seu nome, mas no seu estatuto e no seu Presidente de Honra, Luciano Bivar.

 

2 – Com essa reformulação do partido, quais são as pretensões do partido em termos de eleger filiados?

Pretendemos ter uma participação marcante nas eleições municipais desse ano com vistas a eleger vereadores e prefeitos. Para 2018 temos a meta de eleger pelo menos 10 deputados federais. Estamos trabalhando hoje para construir o sucesso eleitoral de daqui a dois anos.

 

3 – O NOVO é um partido que vem surgindo como alternativa aos partidos que temos hoje. Além dele o Brasil já tem 35 partidos existentes. Em que se diferencia o PSL dos demais partidos e do Partido NOVO?

O PSL vem buscando construir uma narrativa abertamente liberal, mas com ressaltada preocupação com a ampliação das oportunidades dos mais necessitados. Além disso, estamos trabalhando na construção de caminhos práticos e pragmáticos para a efetivação de reformas liberalizantes no Brasil. Creio que esses são diferenciais importantes do PSL em relação aos outros partidos.

 

4 – Em meio à maior crise política e econômica do pais, como você vê o PSL nesse novo cenário?

Estou convencido de que hoje o PSL é o projeto de que o Brasil precisa para avançar na expansão da liberdade e da prosperidade no nosso país. Hoje vemos um grande questionamento não só ao PT, mas à própria mentalidade estatista/intervencionista. Isso é uma grande oportunidade para aqueles que trabalham para oferecer alternativas coerentes e que tragam um frescor à vida política do Brasil.

12573910_995142377233212_202060470622316849_n

Cartaz do PSL sobre a sua posição política

 

Veja a propaganda partidária do partido no Youtube.

 

Leonardo de Siqueira Lima
Economista pela FGV

Comentários

Sobre Leonardo Siqueira 56 Artigos
Exilado em Barcelona - Espanha Saído das camadas baixas da população brasileira, com muito esforço (e uma dívida imensa) conseguiu se formar na tão sonhada Escola de Economia de São Paulo da FGV. Não satisfeito com sua dívida da FGV resolveu fazer mais uma para cursar o Mestrado em Economia na Barcelona Graduate School of Economics, e fez o maior crowdfunding de educação da história do país. Nos tempos vagos tem o estranho hábito de assistir discursos de políticos como Collor, Barack Obama, John Kennedy e também do pastor Silas Malafaia, pois segundo ele, “esses caras vendem areia na praia”. O máximo que conseguiu com essas técnicas de persuasão, entretanto, foi uma cobertura extra no McDonald's. No ensino médio foi monitor de matemática e entrou pra história como primeiro monitor a ficar de “recuperação” com o restante da sala, mostrando desde cedo seu espírito de equipe. Tirando esses percalços da vida, possui diversos artigos nos principais veículos como: Valor Econômico, Folha de São Paulo, G1, UOL etc.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*