Tendências para o mercado imobiliário em 2016

 O mercado imobiliário não esta parado, mas a oferta maior possibilita que as pessoas consigam melhores oportunidades”

Com base na lei da oferta e procura, os incorporadores estão dispostos a negociar o valor do imóvel com o cliente no momento da compra.

Além de estar oferecendo vantagens na aquisição de apartamentos prontos, com grandes descontos, comparados a anos anteriores e de facilidades nas entradas dos imóveis, com entradas em média de 25%, sendo possível realizar o parcelamento em até 140 dias em até quatro vezes.

As causas dessas opções atraentes aos clientes se deve pelo fato do medo e falta de confiança da situação econômica atual.

Causa essa que deve se manter no primeiro semestre de 2016, juntamente também com o clima de racionamento, a torneira dos financiamentos imobiliários diminuiu bruscamente sua vazão.

Os bancos apertaram os critérios de concessão, graças às fragilidades que vêm tomando conta da economia brasileira. Assim, aquele comprador de imóvel que costumava atender a todas as condições passou a ser rejeitado.

Não há como fazer o repasses no distrato; o comprador deixa de ser dono do imóvel e a incorporadora devolve apenas uma parte do dinheiro pago, descontado por multas e encargos. Não é negócio para ninguém, pois o cliente sai no prejuízo e a incorporadora acumula um amplo estoque de imóveis prontos.

A incorporadora que executa muitos distratos tem um “belo” problema na cabeça: precisa receber 100% do preço do imóvel, com grande urgência. Enquanto não recebe, o financiamento da construção junto ao banco continua incomodando. Isso eleva a necessidade de capital de giro e induz à pressa na revenda das unidades distratadas.

Nesse momento, surgem os feirões onde os descontos dos imóveis podem ultrapassar 50% do preço original. É justamente aí que começam as oportunidades para os investidores mais atentos.

O processo e simples: em época de retração do mercado, quem possui recursos para investir sai por cima, uma vez que seu poder de barganha é maior. É a hora dos compradores!

Ou seja, em um momento em que os preços caem e os descontos sobem, o investidor pode aproveitar para abocanhar as oportunidades de bons imóveis (novos e usados) que apresentam um preço abaixo da média histórica e com isso lucrar no momento que o mercado se recuperar.

Com dizia Winston Churchill:

 “O pessimista vê dificuldade em cada oportunidade; o otimista vê oportunidade em cada dificuldade”

O Grupo Lopes é considerado a maior empresa de consultoria imobiliária do Brasil. Já foi responsável pela intermediação de mais de 900 mil unidades de imóveis, conta com um time de aproximadamente 15 mil corretores associados e está presente em 9 estados do Brasil. Atualmente, oferece também um blog de decoração e mercado.

Comentários

Sobre Terraço Econômico 401 Artigos
O Terraço Econômico é um espaço para discussão de assuntos que afetam nosso cotidiano, sempre com uma análise aprofundada visando entender quais são as implicações dos eventos econômicos, políticos e sociais. Desde seu início, o Terraço se compromete a oferecer conteúdo de qualidade, opinião equilibrada e imparcial, baseada em fatos passíveis de confirmação.

1 Comentário

  1. Sem dúvida há mais oportunidades no mercado imobiliário hoje do que no pico de preços de 2013-2014.
    Já estamos no fundo do poço ou preços podem baixar mais? Qualquer resposta precisa é pura especulação.
    Acredito que há sempre espaço para lucrar com o desenvolvimento de novos imóveis ou com a renda de locação, após uma avaliação financeira rigorosa das oportunidades e sem receita de bolo.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*