Um guia para pós-graduação em economia, no exterior

Muitos economistas sonham em fazer pós-graduação no exterior, mas saber o caminho até um programa de mestrado ou doutorado é complicado. Nem sempre você conhece as pessoas certas e que estão dispostas a ajudar, ou até mesmo a falta de confiança no currículo pode ser uma grande barreira no processo decisório de quem pretende aplicar.

Não existe fórmula mágica para um bom application, até porque os comitês de seleção fazem uma avaliação holística da trajetória dos candidatos. Portanto, estudar em instituição X, ter nota Y, ou ter publicado na revista XPTO não são características determinantes nesse processo. É evidente que ter boas notas, contatos, estudar em instituições renomadas, etc. conta muitos pontos, mas nada impede que você, caso não possua tais atrativos, não venha a ser selecionado para um programa.

Foi por isso que decidimos criar um guia sobre application para programas de economia e áreas correlatas. Mais do que minimizar a assimetria de informação deste processo, temos o objetivo de desmistificá-lo. Infelizmente, bons candidatos que acham que esse tipo de coisa “não é pra mim” perdem oportunidades incríveis ao não aplicar. Ter uma formação internacional pode te ajudar muito no mercado de trabalho, independente se você quiser seguir na academia ou não. Além do mais, o contato com alunos e professores de diversos países é algo que pode gerar um impacto positivo na vida das pessoas em geral.

Conversas de corredor, sites, vídeos no YouTube, etc. fornecem informações parceladas sobre os processos de application. Isso porque ele tem uma série de etapas: GRE, Toefl, cartas de recomendação, cartas de apresentação, notas da graduação e/ou mestrado, etc. Tal fato faz com que haja poucos materiais (em português) sobre o assunto. O que nós fizemos aqui foi reunir todas essas informações de maneira sistemática e acrescentamos as nossas experiências ao documento.

Nosso grupo de escritores é bastante heterogêneo. Com alunos que fizeram graduação na USP, Puc-Rio, UFRJ, Uerj e UFABC e mestrado na Puc-Rio, UFRJ e UnB, temos relatos de pessoas cujos pontos de partida são bastante distintos. Além disso, os objetivos variaram muito, dado que uma parte dos escritores desse guia foi para programas nos Estados Unidos e a outra para a Europa. Sem contar que nem todos foram para programas mainstream, o que torna a obra em questão ainda mais completa. 

Esperamos que este guia ajude as pessoas que desejam fazer pós-graduação em economia, no exterior. Muitas delas podem já ter iniciado seu processo de application, ou até mesmo desistiram. Estamos certos de que pelo menos um parágrafo será relevante para que elas alcancem o seu objetivo.

Para acessar o guia, basta clicar aqui.

Mateus Maciel

É doutorando em economia na Universidade de Frankfurt

Terraço Econômico

O seu portal de economia e política!
Yogh - Especialistas em WordPress
Fechar