Liberalismo: uma lista de leitura

Muita gente pede recomendação de livros sobre o liberalismo clássico. Pensando nisso, elaborei uma lista dentro da concepção liberal clássica para compreender a sociedade e a política. São livros dos níveis mais básicos aos mais avançados e, também, mais importantes.

Nível For Dummies

Esta seção contém apenas um livro, e é para quem é totalmente leigo tanto no liberalismo quanto nos estudos políticos em geral. Creio que a maioria pode pular essa parte e ir direto para o nível básico.

As Seis Lições, de Ludwig von Mises. Esse é o único livro dessa seção, que explica questões basilares como capitalismo, socialismo e intervencionismo, dentro da concepção liberal.

Nível básico

Esses livros são para compreender os conceitos básicos do liberalismo clássico e os argumentos simples, porém importantes contra ideologias rivais.

Economia Numa Única Lição, de Henry Hazlitt. Esse livro é o que mais recomendo para iniciantes em economia. Ele nos mostra como pensar de maneira econômica e refuta certas falácias correntes da economia. Hazlitt é uma austríaco bastante honesto que carregou muito bem o legado de Menger, Mises e Hayek. Sua linguagem é perfeita para os mais leigos compreenderem.

Segundo Tratado sobre o Governo Civil, de John Locke. Esse livro é de um autor clássico e indispensável para um liberal. Os conceitos básicos de Locke sobre os direitos do homem, a necessidade e os limites do governo são basilares para o liberalismo. Talvez não da forma exata que Locke colocou, mas suas conclusões, em específico, se tornaram muito importantes para o pensamento liberal clássico posterior. E não é um livro de difícil compreensão, apesar da época.

Liberalismo, de Ludwig von Mises. Esse livro de Mises é especificamente para falar sobre o pensamento liberal clássico, com uma linguagem extremamente simples e a partir de seus conceitos mais básicos. Mises separa bem o liberalismo de suas ideologias rivais, como socialismo, intervencionismo e anarquismo.

Nível médio

Os livros mais básicos já foram dados acima, já estes livros servem para aprofundar no pensamento liberal clássico, com argumentos e reflexões ainda melhores.

O Caminho da Servidão, de F. A. Hayek. A leitura de Hayek é absolutamente essencial, e é ele quem nos introduz no estudo realmente profundo sobre o liberalismo e suas raízes, bem como sobre a sociedade e a política. Esse é seu livro sobre política mais básico, fornecendo uma refutação cabal do socialismo e uma defesa de conceitos como o Estado de Direito e economia competitiva.

Livre para Escolher, de Milton Friedman. A Escola de Chicago de Friedman também faz parte do pensamento liberal, e esse livro de Friedman fornece uma defesa apaixonada e clara da economia de livre mercado.

A Política da Prudência, de Russell Kirk. Eu me relutei a colocar esse livro, pois Russell Kirk é conhecido por defender o pensamento conservador. Porém esse livro fornece uma defesa apaixonada de vários conceitos que também são do liberalismo clássico, como a descentralização política, a economia livre e os limites do poder, e em uma linguagem extremamente simples e de fácil compreensão. Kirk rejeita a política ideológica e simplista e nos introduz aos principais pensadores de toda tradição Ocidental, que ou eram liberais clássicos ou influenciaram fortemente esse pensamento.

Nível médio-avançado

Esta seção contém apenas um livro, que é melhor compreendido apenas depois de certa leitura na lista de nível médio.

Os Fundamentos da Liberdade, de F. A. Hayek. Se me perguntassem único livro que melhor defenderia e exporia a concepção liberal clássica de política e sociedade, eu recomendaria este livro. Ele expõe com profundidade todos os aspectos do liberalismo e argumenta bem sobre todas as questões relevantes políticas, sociais e econômicas. É absolutamente indispensável para um liberal clássico.

Nível avançado

Esta parte da lista é a mais completa e essencial para quem quer realmente compreender as profundezas da sociedade e da política. Ela contém três livros.

O Poder, de Bertrand de Jouvenel. Esse livro é o mais completo e importante que eu conheço sobre a política e suas instituições. Bertrand de Jouvenel foi um liberal clássico que analisou os conceitos de Estado e governo com grande profundidade, desde o seus primórdios na época do homem tribal, passando pela antiguidade e Idade Média, até hoje. Sua análise é histórica e extremamente realista, analisando o poder em todos os seus aspectos essenciais, de forma nua e crua. E mesmo dentro disso Jouvenel nos fornece uma defesa sutil, mas apaixonada, do liberalismo clássico.

The Roots of American Order, de Russell Kirk. Mais um livro do conhecido autor conservador, porém extremamente importante para um liberal clássico. Kirk mostra as raízes intelectuais e sociais do governo norte-americano e sua brevíssima constituição liberal clássica. Kirk nos apresenta todos os autores essenciais do cânone Ocidental, como Cícero, Aristóteles, Platão, Marco Aurélio, Tomás de Aquino, Burke, Hume, Montesquieu, etc. Ele fornece a qualquer um o conhecimento essencial de toda a estrutura política e tradição intelectual do Ocidente, a qual influenciou decisivamente os Founding Fathers americanos. Essa obra, bem como as outras duas dessa lista, formam verdadeiros estudiosos da sociedade e da política.

Law, Legislation and Liberty, de F. A. Hayek. Essa obra é a verdadeira magnus opus do grande intelectual e liberal clássico F. A. Hayek. Ela apresenta todos os aspectos essenciais de seu pensamento, e fala sobre praticamente tudo que se pode falar em política e sociedade, com extrema profundidade. É uma obra com ampla referência em várias áreas do conhecimento, dando insights valiosíssimos sobre leis, constituições, economia de livre mercado, costumes, democracia, justiça social e instituições sociais em geral. Uma obra dessa é do tipo que separa os homens dos meninos no estudo da política e sociedade.

Obras complementares

Tais obras não estão dentro da lista por mim elaborada, mas mesmo assim a leitura delas pode ser extremamente enriquecedora para um liberal e estudioso da política e da sociedade.

A Democracia na América, de Tocqueville.

O Antigo Regime e a Revolução, de Tocqueville.

A Riqueza das Nações, de Adam Smith.

Sobre a Liberdade, de John Stuart Mill.

Reflexões sobre a Revolução na França, de Edmund Burke.

O Arquipélago Gulag, de Alexander Solzhenitsyn.

History of Freedom and Others Essays, de Lord Acton.

Principles of Politics Applicable to All Governments, de Benjamin Constant.

Tratado da Natureza Humana, de David Hume.

Investigations into the Methods of the Social Sciences, de Carl Menger.

Ação Humana, de Ludwig von Mises.

Como ser um Conservador, de Roger Scruton.

A Liberdade e a Lei, de Bruno Leoni.

A Humane Economy, de Wilhelm Ropke.

Ensaios, de Frédéric Bastiat.

A República, de Cícero.

A Política, de Aristóteles.

Para eventuais críticos da lista, lembremos que listas de leitura têm por propósito organizar e guiar os estudos, e não servir como guias absolutos do que se deve estudar. Portanto, é normal que algum livro possa estar fazendo falta, ou que seja questionável que um livro esteja na lista. Essa lista é como EU, estudioso por anos do liberalismo, entendo como um caminho efetivo e rápido para uma compreensão, até mesmo profunda, do pensamento liberal clássico, da política e da sociedade.

Guilherme CintraEvolucionários

Evolucionários é uma rede de propagação das ideias de liberdade.

Terraço Econômico

O seu portal de economia e política!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *