PIB recua 0,2% no primeiro trimestre do ano

O PIB recuou 0,2% no primeiro trimestre de 2019, em linha com o esperado pela média do mercado (ValorData). Resultado do quarto trimestre de 2018 não foi revisado para baixo e, por enquanto, não estamos em recessão técnica.

Resultado ruim foi puxado pela indústria (-0,7%), refletindo quedas nos maiores segmentos (extrativa, transformação e construção), além do resultado ruim da agropecuária (-0,5%). Serviços completam nono trimestre seguido de alta.

Olhando pela demanda, resultado reflete mais uma contração da formação bruta de capital (notícia ruim para investimentos), e as exportações. Por outro lado, consumo das famílias também chegou no seu nono trimestre seguido de crescimento.

Acumulado em 4 trimestres desacelerou mais um pouquinho, de 1,1% para 0,9%. Carry-over para o ano é horrível, próximo de 0,2%. Para crescer os 1,0% tem chão e não dá para esperar muito do segundo trimestre.

Olhando a composição desse resultado em 4 trimestres, o PIB está sendo segurado pelo setor de serviços (e consumo das famílias), ainda que com fracos condicionantes de consumo. Os outros componentes não devem mudar significativamente até a Reforma passar e serviços pode piorar.

Arthur Lula Mota

Mestrando em Economia Aplicada pela Universidade de São Paulo (USP/ESALQ) e Bacharel em Economia pela Universidade Federal de São Paulo. Já trabalhou no mercado financeiro, auxiliando Mesa de Operações de fundos institucionais e Departamento Econômico com Análise Macro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *